FC Porto impõe primeira derrota ao Benfica na liga de basquetebol

FC Porto impõe primeira derrota ao Benfica na liga de basquetebol

 

AO Online/ Lusa   Futebol   26 de Out de 2019, 17:30

O FC Porto impôs este sábado a primeira derrota ao Benfica na Liga portuguesa de basquetebol, ao vencer os vice-campeões nacionais por 87-79, em jogo da quarta jornada, disputado no Dragão Arena, no Porto.

Os portistas, que continuam invictos na prova, venceram os quatros parciais e destacaram-se pela consistência exibida durante todo o encontro, ao passo que os ‘encarnados’ estiveram bem apenas nos primeiros momentos.

O Benfica entrou bem e conseguiu adiantar-se no marcador (8-4), mas depois perdeu fulgor, acumulou erros e deixou-se ultrapassar por um FC Porto que teve no base Maxi Landis a sua melhor unidade atacante, com 28 pontos convertidos, 15 dos quais através de lançamentos de três pontos.

Os 29 pontos marcados por Micah Downs de nada valeram a um Benfica desinspirado e que terá acusado também o esforço do jogo europeu de quarta-feira, para a Europe Cup, com o Leiden, da Holanda (103-99), que só foi resolvido após prolongamento.

Depois de um primeiro parcial equilibrado (16-14), o FC Porto tomou conta do jogo no período seguinte, e foi para o intervalo a vencer por sete pontos (42-35), para o que muito contribuíram os primeiros oito pontos de Sasa Borovnjak, que até aí não tinha ‘aparecido’.

O ascendente portista acentuou-se na segunda parte, em especial na ponta final do terceiro parcial, com os três triplos consecutivos que a equipa converteu, contra zero pontos do Benfica.

Com Max Landis sempre ameaçador e outras unidades igualmente em bom plano, como Pedro Pinto e Preston Purifoy - decisivo a nível defensivo -, o FC Porto foi somando pontos, ganhando confiança e ‘cavando’ uma vantagem que atingiu o pico aos 84-67.

Micah Downs disfarçou o mau jogo benfiquista com o seu poder concretizador e esteve muitos furos acima da restante equipa, que esteve mal tanto a atacar como a defender e, além disso, também falhou no equilíbrio emocional, quando contestou algumas decisões da equipa de arbitragem.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.