Liga dos Campeões

FC Porto com um "pé" nos oitavos-de-final se vencer o Marselha

FC Porto com um "pé" nos oitavos-de-final se vencer o Marselha

 

Lusa/AO   Futebol   5 de Nov de 2007, 13:37

O FC Porto está em posição privilegiada para chegar aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões de futebol, caso vença o Marselha  amanhã , na quarta jornada do Grupo A.

O FC Porto está em posição privilegiada para chegar aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões de futebol, praticamente garantindo o êxito caso vença o Marselha amanhã no Estádio do Dragão, na quarta jornada do Grupo A.

Um empate não compromete de todo o apuramento, mas dificulta-o. O melhor mesmo é a conquista dos três pontos, que valem uma sempre moralizadora liderança e o conforto de nem sequer precisar pontuar na visita ao Liverpool, já que o êxito na ultima jornada em casa frente aos acessíveis turcos do Besiktas basta para atingir o objectivo.

Com o empate (1-1) no Velodrome de Marselha há duas semanas, os dragões mantiveram o segundo lugar no grupo com cinco pontos, a dois dos gauleses: o Besiktas agudizou a crise do vice-campeão europeu Liverpool (2-1) e está em terceiro com três pontos, contra apenas um dos ingleses.

Mais do que o resultado, o bicampeão português regressou de França com a forte convicção que é superior ao seu adversário, num jogo em que foi quase sempre dominador e viu Raul Meireles atirar duas bolas ao poste direito, ainda na primeira parte.

Os pupilos de Jesualdo Ferreira foram mais equipa e, mesmo sofrendo um golo contra a corrente do jogo, por Niang (69 m), ainda houve forças para empatar, em penalti convertido por Lucho González (79), que, a recuperar de lesão, é a grande dor de cabeça para o treinador.

O "comandante" saiu magoado - estiramento num ligamento peroneal lateral do tornozelo direito - nos primeiros minutos do desafio com o Belenenses (1-1), com a equipa a ressentir-se claramente da ausência do seu patrão no meio campo e a ceder os primeiros pontos no campeonato, à nona jornada.

Coincidência ou não, a verdade é que os portistas este ano não venceram qualquer jogo sem Lucho, nomeadamente a Supertaça com o Sporting, na Taça da Liga com o Fátima e agora com o Belenenses. Bosingwa, que falhou o desafio com ao azuis do Restelo devido a lesão, tem evoluído favoravelmente e tudo indica que vai voltar à lateral direita, permitindo a Fucile regressar ao lado esquerdo.

O Marselha, que se colocou em posição privilegiada após vencer surpreendentemente o Liverpool (0-1) em Inglaterra, continua a decepcionar no campeonato - empatou 0-0 em casa com o Lorient - onde ocupa o penúltimo lugar.

Com a equipa assente na classe de Samir Nasri (20 anos), muito pretendido pelos "grandes" da Europa, no perigo do extremo Boudewijn Zenden e na eficácia do avançado Djibril Cissé, o conjunto de Eric Gerets tem mostrado outra face na Liga dos Campeões, onde tem sido bem mais competitivo.

A história entre os dois clubes joga a favor do FC Porto, que, liderados por José Mourinho, venceram em Marselha (3-2, com golos de Maniche, Derlei e Alenitchev) e depois nas Antas (1-0, com tento de Alenitchev) na época 2003/04, em que conquistou a Liga dos Campeões.

Agora o Marselha procura o primeiro apuramento para a fase a eliminar depois de 1992/93, ano em que venceu a primeira edição oficial da Champions (1-0 ao AC Milan na final), título manchado posteriormente pelos casos de corrupção do clube que era presidido por Bernard Tapie.

No outro desafio do grupo, o Liverpool não tem alternativa a vencer o Besiktas, sob pena de comprometer até o acesso à Taça UEFA, reservado aos terceiros classificados de cada grupo.

O jogo FC Porto - Marselha, está agendado para as 19h15, menos uma nos Açores, no Estádio do Dragão e, é dirigido pelo alemão Wolfgang Stark, um bancário de 37 anos que é internacional na arbitragem desde 1999.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.