União Europeia

Falta vontade política para que Europa fale a uma só voz

 Falta vontade política para que Europa fale a uma só voz

 

Lusa / AO online   Internacional   24 de Nov de 2009, 14:41

O presidente do grupo de reflexão para o futuro da Europa, Felipe González, considerou esta terça-feira que falta vontade política, e não instrumentos, para que a União Europeia fale a uma só voz.
"O problema da União Europeia não é a suficiência ou insuficiência dos tratados. É de perda de vontade política da União para enfrentar os desafios actuais", disse González no seminário "Portugal e Espanha: O que fazer em conjunto na Europa?" que está a decorrer hoje em Lisboa.

Para o ex-primeiro-ministro de Espanha, "o problema é a vontade de acção, algo mais do que a pura soma de interesses dos 27".

"Temos de trabalhar juntos e com objectivos claros (…) A preocupação não deve ser como se reparte o poder burocrático da União mas antes que poder queremos para União", disse.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.