Exportação de resíduos tem aumentado


 

João Cordeiro   Regional   28 de Set de 2008, 12:22

Dois anos depois da implementação do sistema de recolha de pneus e óleos minerais usados nos Açores, que depois se estendeu aos equipamentos domésticos eléctricos, verifica-se uma adesão cada vez maior por parte das empresas, e foram já retiradas da Região milhares de toneladas de resíduos poluentes, tendo como destino final a reciclagem.
Só no primeiro semestre de 2008, foram transportados para o continente 406 toneladas de óleos, 779 toneladas de pneus e 53 toneladas de equipamentos eléctricos. O que significa, ao todo, menos 1238 toneladas de resíduos extremamente poluentes nos nossos aterros sanitários e lixeiras, e que poderiam ter tido como destino, em muitos dos casos, as canadas e os pastos um pouco por todas as ilhas.
Mas as vantagens não se ficam pelo facto de estes resíduos deixarem a Região. É que, para além disso, são reciclados e reutilizados com finalidades tão diferentes como a transformação em combustível, asfaltamento de estradas ou pavimentação de recintos desportivos, por exemplo, no caso dos óleos e dos pneus. Os equipamentos eléctricos são desmontados e os seus componentes, consoante o material de que são feitos, é reaproveitado, como o plástico ou o aço.
Os números têm vindo a aumentar, mas a tendência é para estabilizarem, uma vez que as taxas de produção destes resíduos têm-se mantido nos últimos anos, quase todas as oficinas estão já abrangidas pelo programa, e, além disso, existem cada vez menos resíduos acumulados, porque entretanto foram já enviados para o continente.
Segundo o responsável do sector ambiental do Grupo Bensaude, que gere o sistema de recolha nos Açores, tem havido uma grande adesão das oficinas que lidam com óleos e pneus, “não só porque existem sanções para quem não adere, mas também por um dever cívico que as pessoas cada vez cumprem mais”.
O encaminhamento dos resíduos é feito de forma distinta, consoante os materiais.
Os óleos são recolhidos pela entidade gestora do sistema nos Açores por uma viatura cisterna preparada para o transporte de resíduos perigosos, enquanto que, no caso dos electrodomésticos e dos pneus, as empresas que vendem estes produtos, são obrigadas a recolher o aparelho antigo e os pneus usados do cliente para depois efectuar o depósito no centro de recolha. Os privados podem também recorrer aos programas gratuitos de recolha de resíduos de grandes dimensões das Câmaras Municipais.
Este programa está operacional nas nove ilhas dos Açores e reduz a poluição sem qualquer custo para a Região.
Para esclarecimentos sobre horários, pontos de recolha, preenchimento de guias de acompanhamento de resíduos, tipos de resíduos aceites, ou qualquer outra dúvida deve ligar para o call center do ponto de recolha através do número azul 808 205 500.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.