Açoriano Oriental
Estados "Amigos das Renováveis" realçam aposta nestas fontes para cumprir objetivos da UE

As energias renováveis terão de pesar 75% do consumo de energia da UE e 90% do de eletricidade em 2040 para serem atingidos os objetivos ambientais, segundo o grupo de Estados-membros “Amigos das Renováveis”, que inclui Portugal.

Estados "Amigos das Renováveis" realçam aposta nestas fontes para cumprir objetivos da UE

Autor: Lusa


O grupo de 13 Estados-membros da União Europeia (UE) considerou hoje, num comunicado conjunto, que para se cumprir os objetivos climáticos traçado pelo executivo comunitário para 2040 e a neutralidade carbónica 2050, o melhor cenário é através das energias renováveis.

O comunicado saído de uma reunião à margem do Conselho de Ministros dos Transportes, hoje em Bruxelas, destaca que as energias renováveis não só reduzirão as emissões de gases com efeitos de estufa, “mas também reduzirão os custos de produção de eletricidade, darão à Europa a oportunidade de liderança tecnológica e contribuirão para a independência energética europeia”.

O grupo dos “Amigos das Renováveis” junta os ministros de 14 Estados-membros: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslovénia, Espanha, Estónia, Grécia, Irlanda, Letónia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos e Portugal.

Os governos em causa garantem apoiar o apelo da Comissão Europeia para a plena aplicação do quadro de ação relativo ao clima e à energia para 2020 e 2030, sublinhando ser “fundamental para que a União esteja preparada em 2030 para os cenários ambiciosos até 2040”.

Bruxelas propõe a redução de 90% das emissões de gases com efeito de estufa até 2040, face a 1990, visando tornar a UE o primeiro continente com impacto neutro no clima até 2050.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados