Epidemia de cólera fez já mais de 1.500 mortos no Zimbaué


 

Lusa/AO Online   Internacional   29 de Dez de 2008, 09:14

A epidemia de cólera no Zimbabué fez mais de 1.500 mortos desde Agosto, de acordo com um novo balanço divulgado hoje pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

   Desde Agosto, 1.546 pessoas morreram de cólera e foram diagnosticados 29.131 casos suspeito, indicou um porta-voz da OMS em Genebra.

    Um anterior balanço referia 1.174 mortos.

    As agência humanitárias da ONU, que se preparam já para um cenário de 60.000 pessoas afectadas, advertiram há uma semana que a epidemia de cólera se continuava a propagar no país, "o que significa que ainda não está sob controlo".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.