Eficiência energética poderá ter maior dedução fiscal


 

Lusa / AO online   Economia   22 de Nov de 2007, 16:19

O governo está disponível para apovar uma proposta de alteração do Bloco de Esquerda ao orçamento do Estado para 2008, alargando a dedução fiscal com juros e obras em habitação própria nos edifícios com maior eficiência energética.
No debate na especialidade em plenário do OE 2008, o deputado socialista Afonso Candal disse que "o PS está disponível para votar a proposta do Bloco de Esquerda" se forem introduzidas pequenas alterações.

Em causa está a possibilidade de alargar em 10 por cento o limite do benefício fiscal com despesas com juros e obras em habitação própria nos edifícios que tenham melhor eficiência energética (classificação de A ou A+).

A proposta do Bloco só menciona a classificação A.

A ideia é dar um "sinal de que é prioridade do governo a eficiência energética, justificou Afonso Candal, lembrando que como a certificação energética tem um custo, faz também sentido a alargar o benefício fiscal nas situações de maior eficiência.

O PS também quer "estimular a construção de raiz de edifícios de maior eficiência energética", pelo que apoiar a proposta do Bloco de Esquerda ajuda a prosseguir com esse objectivo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.