Açoriano Oriental
EDP pede mais contenção na distribuição de lucros da EDA

A EDP está preocupada com a distribuição de dividendos na empresa de eletricidade dos Açores (EDA), porque considera que “maior investimento, custos operacionais com pouca margem de redução e uma crise mais acentuada, obrigam a EDA a ser mais contida na gestão do seu endividamento e por isso mesmo, mais contida na distribuição de resultados”.

EDP pede mais contenção na distribuição de lucros da EDA

Autor: Paula Gouveia

Na assembleia-geral em que a EDA decidiu distribuir pelos acionistas a quase totalidade dos lucros obtidos em 2019, ou seja, 16,5 milhões de euros, a representante da EDP Gestão da Produção de Energia, S. A., absteve-se de votar a proposta de aplicação de resultados de 2019, apresentando uma declaração de voto onde manifesta essa preocupação. 


Ler mais na edição desta quinta-feira, 28 maio 2020, do jornal Açoriano Oriental


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.