Açoriano Oriental
EBI da Lagoa reuniu com os CATL para planear o próximo ano letivo

O Conselho Executivo da Escola Básica Integrada da Lagoa reuniu com os responsáveis do Centros de Atividades de Tempos Livres, no Convento de Santo António, com o objetivo de planear o próximo ano letivo com segurança, tendo em conta a situação de pandemia covid-19.



EBI da Lagoa reuniu com os CATL para planear o próximo ano letivo

Autor: AO Online

A reunião foi dirigida pelo presidente do conselho executivo, Manuel Rodrigues, tendo marcado presença a vereadora da área da educação da Câmara Municipal da Lagoa, Albertina Oliveira.

De acordo com nota, os responsáveis de todos os CATLs das freguesias de Nossa Senhora do Rosário, Santa Cruz e Cabouco, incluídas no agrupamento da EBI de Lagoa, expuseram as suas dúvidas e preocupações, em relação ao funcionamento do ano letivo, que terá início no dia 15 de setembro.

Para o presidente do Conselho Executivo da EBI de Lagoa, a grande preocupação, neste momento, é o planeamento dos horários, visto que as medidas do plano de contingência do agrupamento preveem o alargamento do horário escolar.

“Todas as decisões tomadas terão em conta a defesa e proteção dos alunos, assim como o conforto das famílias”, afirmou Manuel Rodrigues, citado na mesma nota.

O plano escolar para 2020/2021 refere que não haverá redução do número de alunos, ajustando-se, sempre que possível, o tamanho das turmas à dimensão de cada sala. Os horários das turmas serão elaborados de forma a evitar o aglomerado de pessoas, no mesmo local e à mesma hora. De acordo com o presidente do conselho executivo, os horários de entrada e saída serão desfasados, bem como os horários de interrupção destinada ao almoço.

Outra das preocupações do conselho executivo são as medidas de segurança e higiene do ambiente escolar, tendo sido implementadas várias regras a ser respeitadas pelos utilizadores das instalações, tais como o uso obrigatório de máscara, a partir dos 10 anos; a obrigatoriedade de desinfeção das mãos, ao entrar nas instalações escolares; a lavagem frequente das mãos com água e sabão; a utilização de lenços de papel para assoar; a indicação de tossir ou espirrar para a zona interior do braço; evitar tocar-se em bens comuns; manter a distância de 2 metros, quando for necessário aceder aos serviços e o respeito pelos circuitos definidos no interior das instalações escolares.

No que diz respeito às refeições escolares, o horário de almoço dos alunos será desfasado, para possibilitar o cumprimento das regras sanitárias em vigor. Nos estabelecimentos de pré-escolar e primeiro ciclo serão praticados dois turnos para almoço, enquanto no estabelecimento frequentado pelos alunos do segundo ciclo serão praticados três turnos.






 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.