EUA/Eleições

Dois terços consideram Palin impreparada para a vice-presidência

Dois terços consideram Palin impreparada para a vice-presidência

 

Lusa/AOonline   Internacional   31 de Out de 2008, 10:27

Quase dois terços dos norte-americanos consideram que Sarah Palin, candidata à vice-presidência de John McCain, não está preparada para assumir essas funções, segundo uma sondagem New York Times-CBS publicada quinta-feira à tarde.
O estudo aponta por outro lado para uma vantagem de 11 por cento do democrata Barack Obama sobre o republicano John McCain, com 51 por cento contra 40 por cento das intenções de voto, respectivamente.

    Segundo a sondagem, 59 por cento dos inquiridos considera que a governadora do Alasca não está preparada para assumir a vice-presidência do país, uma percentagem superior em nove pontos à registada no início deste mês.

    Apenas 35 por cento considera Palin preparada para a vice-presidência, contra 74 por cento que aponta Joe Biden, o candidato a vice de Obama, preparado para as mesmas funções.

    Mas, segundo a mesma sondagem, só um terço (32 por cento) dos inquiridos considera o nome do candidato a vice-presidente como um factor importante na decisão de votar - 65 por cento afirma ter apenas em conta o nome do candidato a presidente.

    Em relação a estes, a sondagem concluiu que, se a corrida fosse exclusivamente entre Obama e McCain, 51 por cento dos inquiridos afirma que "votaria provavelmente" em Obama e 40 por cento em McCain.

    Numa corrida alargada aos candidatos minoritários, a vantagem de Obama é ainda maior: 13 por cento. Neste cenário, 52 por cento dos inquiridos afirma que votaria no candidato democrata, contra apenas 39 por cento que apoia McCain. Dois por cento apoia o independente Ralph Nader e um por cento o candidato do Partido Libertário, Bob Barr.

    Na análise das razões das preferências dos inquiridos, o estudo indica que 64 por cento considera Barack Obama "o candidato da mudança" enquanto 39 por cento afirma que o conceito se aplica a John McCain.

    McCain é no entanto o preferido dos inquiridos para o exercício das funções de comandante supremo das forças armadas, com 47 por cento a considerar que o veterano do Vietname seria "muito eficaz" nesse papel e apenas 33 por cento a apontar Obama como tal.

    A sondagem NYT-CBS foi realizada entre 25 e 29 de Outubro junto de 1.439 adultos de todo o país, 1.308 dos quais recenseados e 12 por cento dos quais disse já ter votado. A margem de erro do estudo é de mais ou menos três por cento.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.