Depressão encontrada tem "grande importância cientifica"

Depressão encontrada tem "grande importância cientifica"

 

Lusa/AO Online   Regional   18 de Dez de 2009, 15:26

A descoberta de uma depressão no fundo do Oceano Atlântico perto dos Açores tem uma "grande importância científica", apesar serem ainda necessários mais estudos, disse hoje o responsável da Estrutura de Missão para a Extensão de Plataforma Continental.

Cientistas portugueses descobriram perto dos Açores uma depressão do fundo do Oceano Atlântico que acreditam ter origem no impacto de um meteorito, noticiou hoje a estação britânica BBC News, adiantando que a cratera é relativamente circular, com uma cavidade com seis quilómetros de largura e com uma ampla cúpula central, tendo sido denominada "Ovo Estrelado" devido à sua forma distintiva.

Segundo o responsável da estrutura de Missão para a Extensão de Plataforma Continental, Manuel Pinto de Abreu, trata-se de "uma descoberta importante do ponto de vista cientifico", mas, sublinhou que é necessário completar estudos para identificar a origem da formação geológica".

Manuel Pinto de Abreu realçou também a importância "económica" associada aquele tipo de formações geológicas.

"No caso da nova formação geológica ter origem no impacto de um meteorito estará associada à concentração de metais, mas caso tenha resultado de um chamado vulcão de lama estará normalmente associado à ocorrência de metano, o que é importante do ponto de vista energético", sublinhou em declarações à Lusa.

Por estarem a ser consideradas aquelas "duas hipóteses" ou ainda "um fenómeno completamente novo", Manuel Pinto de Abreu explicou que são necessárias "mais análises e estudos complementares".

"Existem dados que ainda estamos a trabalhar. Esperamos que dentro de um ano seja possível ter mais informações sobre o significado da formação", referiu o responsável, adiantando que serão feitas colheitas de amostras no local.

De acordo com Manuel Pinto de Abreu, a descoberta foi feita no âmbito da Missão para a extensão de Plataforma Continental.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.