"Deco do atletismo" dá primeiro Ouro a Portugal, diz imprensa chinesa

"Deco do atletismo" dá primeiro Ouro a Portugal, diz imprensa chinesa

 

Lusa / AO Online   Outras modalidades   22 de Ago de 2008, 06:35

A imprensa chinesa elogiou hoje o campeão olímpico Nelson Évora, retratando o atleta como o “Deco” do atletismo, referindo-se à obtenção da nacionalidade portuguesa, e destacando a conquista do primeiro Ouro para Portugal em Pequim.
    “Apesar da chuva forte e do vento, Évora ganhou a primeira medalha de ouro de Portugal nestes Jogos Olímpicos, com as suas melhores marcas deste ano”, referiu o Titan Sports, o principal jornal desportivo chinês, distribuído por todo o país.

    Segundo o Titan Sports, “a vitória de Évora tem um significado especial para a sociedade portuguesa, porque o atleta nasceu no estrangeiro e mais tarde conseguiu a nacionalidade portuguesa, como os futebolistas Deco e Pepe”.

    Os pais de Nelson Évora têm nacionalidade cabo-verdiana e o jovem atleta nasceu na Costa do Marfim, em 1984, obtendo a nacionalidade portuguesa em 2001.

    A agência informativa estatal chinesa destacou que Évora (24 anos), campeão mundial da modalidade em Osaka, no Japão, decidiu a final em Pequim com um quarto salto 17,67 metros, vencendo por cinco centímetros o britânico Philips Idowu.

    Tanto a Nova China como o jornal Beijing Times destacaram também a conquista do “primeiro ouro” para Portugal em Pequim.

    “Trata-se da quarta medalha de ouro na história olímpica portuguesa e a segunda medalha para Portugal em Pequim, depois de Vanessa Fernandes ter conquistado a prata no triatlo feminino”, escreveu o Titan Sports.

    O mesmo jornal referiu também a emoção de Élida Évora, mãe do atleta, que considerou a medalha do filho como um presente para o pai, Paulo Évora, que se encontra hospitalizado.

    “Desejei sempre que ele trouxesse uma medalha, nem que fosse de prata ou bronze. Trouxe o ouro, fiquei muito feliz, é o meu campeão”, noticiou o jornal desportivo, a mãe de Nelson Évora.

    A imprensa chinesa explicou que, orientado por um treinador português (João Ganço), Évora começou por praticar salto em altura e mais tarde passou a competir no comprimento e triplo salto.

    Nelson Évora, atleta do Benfica, tornou-se quinta-feira o quarto campeão olímpico da história lusa, depois de Carlos Lopes (maratona de Los Angeles84), Rosa Mota (maratona de Seul88) e Fernanda Ribeiro (10.000 metros de Atlanta96), e o primeiro não fundista.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.