Críticos de arte "arrasam" exposição de Damien Hirst


 

Lusa / AO online   Internacional   14 de Out de 2009, 13:01

 Os críticos de arte dos principais diários britânicos acolheram com dureza a exposição de Damien Hirst patente na colecção Wallace ao lado de quadros de grandes mestres.
Rachel Campbell-Johnson, crítica do The Times, não tem dúvidas em qualificar de "espantosas" as pinturas expostas sob o título de "No Love Lost, Blue Paintings" e pergunta que fazem elas num museu ao lado de obras de pintores como Rembrandt, Ticiano, Poussin e Fragonard.

A resposta, assinala, é muito simples: chama-se Damien Hirst, e é um homem que os comissários das exposições sabem apreciar porque tem "esse toque comercial" que pode fazer muito jeito a qualquer museu com dificuldades económicas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.