Açoriano Oriental
Covid-19: Desportivo das Aves revela um caso positivo no terceiro rastreio

O jogador do Desportivo das Aves que tinha apresentado um resultado inconclusivo à covid-19 na semana passada testou positivo na terceira ronda de despistagem, anunciou este domingo o último classificado da I Liga de futebol.

Covid-19: Desportivo das Aves revela um caso positivo no terceiro rastreio

Autor: AO Online/ Lusa

“A terceira ronda de testes à covid-19 efetuada no sábado revelou um resultado positivo. O jogador infetado é o mesmo que na semana passada tinha testado inconclusivo, ao cabo da segunda ronda de testes, pelo que já tinha sido colocado em isolamento social no domicílio por precaução, conforme manda o protocolo de atuação em casos como este”, lê-se em comunicado publicado no sítio oficial dos nortenhos na Internet.

Os 66 membros do Desportivo das Aves repetiram no sábado os testes no centro de rastreio móvel montado no Queimódromo do Porto, com colheita de sangue e zaragatoa nasal, cumprindo as regras determinadas pelas autoridades sanitárias, em articulação com o plano de retoma definido pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

“De salientar que os restantes jogadores profissionais, equipa técnica e ‘staff’ já testaram negativo por duas vezes, depois do isolamento do caso que testou agora positivo. O atleta em causa vai agora permanecer em quarentena e seguir todos os trâmites protocolares definidos pela Direção-Geral da Saúde em casos de infeção por covid-19”, termina a nota.

O Desportivo das Aves prepara a receção ao Belenenses SAD, 13.º colocado, com 26 pontos, agendada para quinta-feira, em encontro da 25.ª jornada da I Liga, suspensa desde 12 de março, trazendo os nortenhos na condição de lanterna-vermelha, com 13 pontos, nove abaixo da zona de salvação.

Os avenses têm atravessado uma série de contrariedades desportivas, diretivas e financeiras desde agosto e podem perder dois a cinco pontos pelo atraso salarial verificado entre dezembro de 2019 e fevereiro de 2020, que a SAD justificou com a paralisação da atividade económica na China, motivada pelo novo coronavírus.

O processo seguiu da Liga de clubes para o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol em 03 de abril, originando as rescisões unilaterais do guarda-redes francês Quentin Beunardeau e do avançado brasileiro Welinton Júnior, enquanto a administração do chinês Wei Zhao liquidava verbas aos plantéis principal e sub-23.​​​​​​​

A I Liga tem o seu retorno previsto para 03 de junho, para se disputar as restantes 10 jornadas.

Após 24 jornadas, o FC Porto lidera a competição, com 60 pontos, mais um do que o campeão Benfica.



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.