Cônsul norte-americano assegura interesse da Força Aérea em manter operações na Base das Lajes

Cônsul norte-americano assegura interesse da Força Aérea em manter operações na Base das Lajes

 

Lusa/AO online   Regional   11 de Out de 2011, 19:20

O novo cônsul dos Estados Unidos nos Açores, Rafael Perez, destacou hoje as “excelentes relações” do seu país com a região portuguesa e assegurou o interesse da Força Aérea dos EUA em manter a presença na Base das Lajes

“A Força Aérea dos EUA está empenhada em manter as operações nas Lajes e continuar a sua cooperação importante com os Açores”, afirmou Rafael Perez, em declarações aos jornalistas no final de uma audiência com o presidente do Governo Regional, Carlos César.

O novo cônsul norte-americano salientou, por outro lado, que não foi tomada “nenhuma decisão” relativamente a um eventual encerramento do Consulado nos Açores, considerando mesmo “inapropriada” qualquer especulação nesse sentido.

Rafael Perez admitiu, no entanto, que o Departamento de Estado norte-americano está a analisar as suas representações diplomáticas a nível mundial.

“O Departamento de Estado (devido à situação orçamental do país) está a rever todas as missões no exterior”, frisou, acrescentando que os EUA “valorizam o relacionamento com Portugal e, em particular, com os Açores”.

O fomento do intercâmbio educacional e cultural entre os EUA e os Açores, a promoção do turismo norte-americano no arquipélago e o lançamento de parcerias na área das energias renováveis foram as prioridades salientadas pelo novo cônsul para o seu mandato de dois anos.

Por seu lado, Carlos César salientou que a relação entre os EUA e Portugal é “essencial para a qualidade do nosso país no contexto europeu e mundial”, frisando que essa relação “tem a intensidade que tem graças aos Açores”.

“Os EUA sabem isso, melhor do que o nosso país”, afirmou Carlos César, recordando que a existência de um consulado e de uma base militar dos EUA nos Açores, assim como a grande comunidade de emigrantes açorianos em território norte-americano, tornam esta relação “muito especial”.

“Os Açores são a região portuguesa mais próxima e mais amiga dos EUA”, frisou o presidente do Governo Regional.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.