Congresso dos Economistas começa hoje em Lisboa


 

Lusa / AO online   Economia   11 de Out de 2007, 10:27

O Congresso dos Economistas, que decorre hoje e sexta-feira em Lisboa, conta já com 1.200 inscritos para ouvirem figuras públicas da economia, como o Nobel norte-americano Edward Prescott ou o governador do Banco de Portugal, Vítor Constâncio.
    Haverá quatro mesas redondas com especialistas de diferentes áreas económicas, cinco sessões temáticas onde se discutirão as questões da profissão de jornalista e várias sessões plenárias.

    O vencedor do prémio Nobel da Economia em 2004, Edward Prescott, será um dos oradores participantes, a par do comissário europeu para os Assuntos Monetários, Joaquim Almunia, e do ex-ministros das Finanças como Ernâni Lopes e Miguel Cadilhe.

    Outros dos oradores previstos são o Presidente da República, Cavaco Silva, o primeiro-ministro, José Sócrates, o governador do Banco de Portugal, Vítor Constâncio, e os ministros das Finanças e da Economia portugueses.

    Nomes como Daniel Bessa e João Salgueiro também constam da lista de oradores, num evento que conta com "bons protagonistas" e que se quer seja um "grande momento de discussão de temas económicos", disse à Lusa Murteira Nabo.

    Os temas em debate serão variados, desde a economia portuguesa, à economia mediterrânica, passando pelas economias emergentes do Brasil, Índia e África do Sul e a questões tecnológicas e sobre o futuro das instituições europeias.

    Em debate estarão também outras questões da actualidade, segundo Murteira Nabo, ao nível da profissão do economista, devendo discutir-se as condições de acesso à profissão, dada a necessidade de ajustamento ao processo de Bolonha, e a criação de colégios de esoecialidade dentro da profissão de economista.

    A organização da conferência, que reuniu 55 patrocinadores, pretende elaborar no final um conjunto de conlusões que vai enviar para os "centros de decisão", avançou ainda Murteira Nabo.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.