Açoriano Oriental
Condutores de transportes públicos manifestam-se em Ponta Delgada

Mais de 30 motoristas de transportes públicos e de carga, da ilha de São Miguel, manifestaram-se na manhã desta quarta-feira, em frente ao edifício da Secretária Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas (SRTMI), em Ponta Delgada, para reivindicar melhores salários e condições de trabalho.


Autor: Susete Rodrigues/Rafael Dutra

Depois de, no passado mês de abril os condutores dos transportes públicos e de cargas terem realizado uma greve que durou três dias, voltaram novamente a paralisar, após não terem conseguido chegar a um acordo nas negociações com Governo Regional dos Açores e respetivas empresas, uma paralisação convocada pelo Sindicato dos Profissionais dos Transportes, Turismo e Outros Serviços de São Miguel e Santa Maria.


Nuno Amaral, presidente do sindicato, estava satisfeito com o número de motoristas que compareceram ao protesto, bem como o número dos condutores em greve que ronda os 50% a 60%.


Em declarações ao jornal Açoriano Oriental, Nuno Amaral adiantou que na terça-feira o sindicato esteve em conversações com a secretária regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, que lhes transmitiu que nesta altura o Governo Regional dos Açores “não pode fazer nada por nós, terá de ser as empresas. Então, fomos convidados para uma reunião entre as entidades patronais, sindicato e governo”.


Nuno Amaral diz ainda que desde a greve de abril já se demitiram, pelo menos, 11 motoristas de transportes públicos de pesados.


Os motoristas reivindicam um aumento de 7,5% a nível salarial e um acréscimo de 2,5% no subsídio de alimentação, aumento do salário.


A greve decorre hoje e amanhã. Os serviços mínimos estão assegurados.


Leia a reportagem completa na edição de amanhã, dia 23 de maio, do jornal Açoriano Oriental




PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados