Açoriano Oriental
Legislativas regionais
Compra de novos aviões da SATA foi golpe contra os Açores
O candidato do Movimento Partido da Terra (MPT) Manuel Moniz disse que a compra dos novos aviões da SATA "foi um dos maiores golpes perpetrados contra os Açores pela actual administração regional".

Autor: Lusa/AOonline
"Mais de 20 milhões de euros serão gastos, desnecessariamente, acrescidos de uma soma não quantificada de gastos a mais com combustíveis e poluição que serão desbaratados sem razão", acrescentou.

    Numa declaração política lida aos jornalistas numa acção de campanha junto à igreja matriz de Ponta Delgada, Manuel Moniz sustenta que as explicações dadas pelo Governo regional "ofendem a inteligência e fazem perceber que estamos a ser roubados e alguém vai lucrar às nossas custas".

    O candidato do MPT afirma que no tempo da administração do anterior presidente da SATA, António Cansado, foi pedido um estudo "à mais reputada universidade do mundo em termos aeronáuticos: a Universidade de Cranfield, no Reino Unido".

    Porém, adiantou, "em vez de apresentar o estudo dessa reputada entidade quando anunciou a compra dos aviões da Bombardier - mais caros, mais poluidores e menos versáteis que os da ATR - a SATA, com o patrocínio do Governo Regional, pareceu fingir que ele [estudo] nunca existiu".

    Manuel Moniz sublinha que "o estudo desapareceu, António Cansado foi despedido porque alguém com mais força no Governo quis que a SATA comprasse os aviões da Bombardier".

    Para o MPT "o novo avião tem custos exagerados na compra, operação e manutenção, além de ser demasiado grande para os Açores o que obriga a obras no aeródromo do Corvo".

    "Esta é uma mancha sobre a actuação do Governo e o MPT exige clarificação bem como demonstra a péssima qualidade das diversas oposições, que não souberam, por incapacidade própria e inércia, desmascarar o que se estava a passar nas nossas costas", finalizou.
 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.