Combate ao terrorismo está a diluir as liberdades

Combate ao terrorismo está a diluir as liberdades

 

Lusa / AO online   Internacional   30 de Nov de 2007, 15:43

O combate ao terrorismo global está a ser usado para diluir as liberdades civis em vários países, acabando por interferir nos direitos das pessoas, considerou esta sexta-feira o antigo secretário-geral da ONU Kofi Annan.
Annan falava em Málaga no 2º Encontro Sociedade do Conhecimento (ENCODE), em que participa, entre outros, o ex-presidente da República, Mário Soares, e que analisa temas de interesse global, como o terrorismo.

Para Kofi Annan, actual presidente do Fórum Humanitário Global, o terrorismo "mata relativamente poucas pessoas, mas cria medo" e ajuda a favorecer uma "tendência de exclusão.

Por isso questiona se os indivíduos estão protegidos quando se lhes pede que renunciem às suas liberdades e direitos civis para lutar contra o terrorismo.

Na sua intervenção, Annan aludiu ainda a outras ameaças globais e a desafios como as alterações climáticas, apelando ao sector privado e aos cidadãos para que se envolvam na solução de problemas como a pobreza e a Sida.

"A nível global há grandes ameaças que nenhum governo sozinho pode solucionar, como a pobreza, a violação dos direitos humanos, o terrorismo, as doenças infecciosas e a degradação ambiental", explicou.

Referiu-se ainda ao perigo de que a Internet deixe de ser um veículo da liberdade de expressão, apesar de reconhecer que é "muito difícil" alguém controlar a rede global: "alguns governos tentaram e deram-se conta de que é muito difícil".

Kofi Anann manifestou-se ainda preocupado com o impacto no preço do petróleo de maior instabilidade no Médio Oriente, considerando que é responsabilidade de todos procurar a pacificação no Iraque "para evitar que se envenene ainda mais o ambiente na região".

"É verdade que os Estados Unidos criaram esse problema, mas todos temos que encontrar a fórmula de colaborar porque se se permite que continuem os problemas, todos pagaremos no futuro", insistiu.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.