Em França

Circulação ferroviária quase normal após greve de 10 dias


 

Lusa/AO   Economia   23 de Nov de 2007, 07:26

A circulação ferroviária em França está hoje a funcionar a um ritmo quase normal após uma greve de transportes de 10 dias que afectou milhões de pessoas e foi suspensa quinta-feira na sequência da abertura de negociações.
A situação era, hoje de manhã em Paris, quase normal, com um tráfego garantido de 80 por cento no metropolitano de Paris e dos autocarros.

    O tráfego melhorou também nas linhas RER (Rede expresso regionais) que ligam Paris aos subúrbios e que tinham sido encerradas durante a greve.

    Todos os TGV (comboios de alta velocidade) com destino entre Paris e outras cidades francesas bem como os de ligações internacionais deverão estar garantidos.

    Um em cada dois TGV de ligação entre cidades francesas deverão funcionar durante o dia de hoje, segundo a SNCF (caminhos de ferro).

    Numerosos plenários de ferroviários votaram quinta-feira a favor do regresso ao trabalho, conforme proposto pelos sindicatos após a abertura de negociações tripartidas (empresas, sindicatos, Estado) quinta-feira à noite, que deverão decorrer por mais de um mês, sobre a reforma dos regimes especiais de aposentação, no cerne do conflito.

    O ministro do Trabalho, Xavier Bertrand, afirmou quinta-feira à noite que a direcção dos Transportes Parisienses (RATP), bem como a Societé National de Chemins de Fer (SNCF) vão indemnizar em Janeiro os clientes que sofreram as consequências da greve.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.