Cidade da Horta adere a manifestação convocada pelo movimento "Que se lixe a troika"


 

Lusa/Ao online   Regional   26 de Out de 2013, 11:05

Catorze cidades portuguesas vão aderir este sábado à manifestação convocada pelo movimento "Que se lixe a troika" para protestarem contra as políticas de austeridade do Governo.

Com o lema “Que se lixe a troika! Não há becos sem saída!”, o protesto coincide com a discussão da proposta do Orçamento do Estado para 2014, esperando os organizadores uma “grande manifestação” nas ruas para pedir “a demissão do Governo" e “a expulsão da troika” do país.

A manifestação pretende demonstrar, “mais uma vez”, que os portugueses “não estão de acordo com a intervenção da troika, com as medidas adaptadas pelo Governo e com o Orçamento do Estado [OE] para 2014”, disse à agência Lusa Joana Campos, uma das promotoras do protesto.

Joana Campos considerou a proposta de OE para 2014 “desastroso”, referindo que representa “um aumento real do desemprego, aumento brutal dos impostos e subida da despesa pública”.

Em Lisboa, a manifestação começa no Rossio e termina na Assembleia da República, onde vão ser feitas várias intervenções políticas e culturais.

Para tal, os organizadores queriam ocupar a escadaria de acesso ao parlamento, mas a polícia apenas autorizou a utilização dos primeiros degraus, pelos manifestantes.

Os promotores do protesto esperam “uma grande manifestação”, tendo em conta que a convocatória foi aberta ao público e já foi subscrita por mais de mil pessoas de todos os setores da sociedade portuguesa, além dos vários vídeos de apoio feitos por personalidades públicas de diferentes áreas, da política à cultura.

Estão marcados protestos para Aveiro, Braga, Beja, Coimbra, Faro, Portimão, Funchal, Horta, Lisboa, Portimão, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

A plataforma 15 de outubro e os Precários Inflexíveis são alguns dos movimentos que já confirmaram presença na manifestação.

O movimento “Que se lixe a troika” organizou as manifestações de 15 de setembro de 2012 e de 02 de março deste ano.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.