Política

César destaca investimentos na Graciosa em época de crise

César destaca investimentos na Graciosa em época de crise

 

Lusa/AO online   Regional   11 de Dez de 2010, 18:10

O presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos César, inaugurou hoje o novo edifício do Museu da Graciosa, orçado em 1,5 milhões de euros, destacando os investimentos que o executivo tem vindo a fazer nesta ilha do Grupo Central.

“Este sentido de continuidade, aperfeiçoamento e progresso é excecionalmente importante na época que vivemos, pois contraria a tendência para a estagnação e a renúncia típicas do percurso intermédio de crises económicas e financeiras como as que se atravessam na atualidade”, afirmou Carlos César na cerimónia de inauguração. A modernização do porto, uma nova unidade hoteleira, o centro de processamento de resíduos, a reabilitação da escola básica e secundária, a requalificação do lar de idosos e a construção de uma creche e um centro de saúde foram alguns dos investimentos destacados pelo presidente do executivo regional. O novo edifício do Museu da Graciosa, instituição criada em 1977, resultou da requalificação da construção já existente e da integração de um terreno anexo, permitindo ampliar as instalações de 376 para 549 metros quadrados. “É uma obra da qual nos podemos orgulhar. Esta intervenção, além de requalificar o edifício e ampliar as áreas, honra o centro histórico”, frisou Carlos César. Na sua intervenção, o presidente do governo açoriano salientou que a rede regional de museus, apesar de necessitar de melhoramentos como o que hoje foi inaugurado na Graciosa, tem vindo a progredir, frisando que estão “em curso ou planeadas” ações de um extremo ao outro do arquipélago.  Nas Flores está a ser concluída a reparação da cobertura do Convento de S. Boaventura e encontra-se em preparação o projeto museográfico para a antiga Fábrica da Baleia do Boqueirão, enquanto no Faial estão em curso as obras de reabilitação da Casa Manuel de Arriaga, que deve abrir no segundo semestre de 2011. Carlos César destacou ainda, no Pico, a recente requalificação do espaço exterior do Museu da Indústria Baleeira, o projeto de ampliação do Museu dos Baleeiros e a montagem do projeto museográfico do Museu do Vinho. Em S. Jorge, o Museu Francisco Lacerda vai ser instalado num novo imóvel, enquanto na Terceira está em curso a requalificação da exposição central do Museu de Angra do Heroísmo e, em Santa Maria, serão adquiridos três imóveis na zona histórica de Vila do Porto para instalar novas áreas museológicas. O presidente do executivo regional recordou ainda que o Museu Carlos Machado, em Ponta Delgada, foi recentemente ampliado com a inauguração do Núcleo do Recolhimento de Santa Bárbara e verá requalificado o Convento de Santo André, onde está o seu principal núcleo de exposições.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.