Celebrado acordo histórico entre Açores e Massachusetts

Celebrado acordo histórico entre Açores e Massachusetts

 

João Alberto Medeiros   Regional   24 de Ago de 2008, 12:00

O governador do Estado norte-americano de Massachusetts, Deval Patrick, e o presidente do Governo dos Açores, Carlos César, protagonizaram, ontem, em solo americano, designadamente em Fall River, um acordo histórico.
Carlos César classificou como “acto com um profundo significado histórico e político” a assinatura do Acordo de Cooperação entre um estado que acolhe milhares de açorianos e a Região.
De acordo com uma nota de imprensa do seu gabinete, César aludiu justamente a este facto, referindo a já longa relação de proximidade entre a Região e Massachusetts,através de um processo de emigração que levou milhares de açorianos à costa leste dos EUA, com todas as suas tradições, cultura e maneiras de ser.
O chefe do Executivo açoriano concretizou que “este Acordo de Cooperação representa, afinal, uma manifestação de vontade política que confirma uma ligação histórica inapagável”.
Para César, com o acordo ontem celebrado, contribui-se para um aprofundamento de relações entre as entidades estaduais norte-americanas e regiões de toda a Europa.
“Com este acto, não são apenas os Açores que fortalecem a sua cooperação com Massachusetts.É também Portugal que intensifica a sua ligação natural e estratégica com a nação norte-americana”, defendeu.
“Este Acordo – declarou, ainda, o presidente do Governo dos Açores – consolida esses aspectos e abre novas perspectivas e possibilidades de afirmação, constituindo um testemunho público da vontade política e da amizade que nos une”.
O presidente do Governo aludiu ainda ao presidente John Kennedy para comentar as relações entre os Açores e Massachusetts: “penso que, também em relação aos Açores e Massachusetts, se aplicam muito bem as palavras do presidente John Kennedy: ‘A Geografia fez-nos vizinhos. A História fez-nos amigos’. Pois bem: cabe, hoje, ao governador do Estado de Massachusetts e ao presidente da Região Autónoma dos Açores, honrar e perpetuar essas palavras”.
Com base no acordo agora celebrado, ambas as partes pretendem incrementar as trocas comerciais, a cooperação entre instituições ligadas à saúde, à educação e à cultura, bem como o investimento mútuo ou criação de “joint ventures” em sectores emergentes como a alta tecnologia, a tecnologia ambiental, as energias renováveis, a conservação de energia, a reciclagem, a redução da emissão de gases poluentes, a monitorização climática e a promoção turística.
As duas partes comprometem-se também a procurar novas áreas de cooperação, para o que prevêem encontros entre os respectivos representantes, visitas de delegações empresariais e simpósios e seminários.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.