Na ilha do Pico

Cavaco Silva visita vinha património mundial

Cavaco Silva visita vinha património mundial

 

Lusa/AO online   Regional   8 de Out de 2007, 00:16

O Presidente da República percorreu a paisagem da cultura da vinha da ilha do Pico, classificada como Património Mundial, no segundo dia de uma visita oficial que está a efectuar aos Açores.
Cavaco Silva aterrou no aeroporto da ilha do Pico ao final da manhã e deslocou-se ao núcleo do Lajido de Santa Luzia, onde visitou um alambique e um armazém que servia para guardar frutos em fermentação que, depois, seriam transformados em aguardente.
Acompanhado por Maria Cavaco Silva e das autoridades regionais, o Chefe de Estado contactou com diversas pessoas e ficou a conhecer um antigo solar que está a ser recuperado para ser um centro de interpretação da cultura da vinha, que deverá entrar em funcionamento no próximo Verão.
Numa ilha com tradições vitivinícolas que remontam ao povoamento, o Pico tem, desde 2004, a paisagem da vinha classificada pela UNESCO como Património Mundial, numa área total de 987 hectares.
Implantada em campos de lava, essa paisagem inclui vinhedos divididos por muros de pedra basáltica (currais), adegas típicas da região e algumas espécies raras de fauna e flora na Europa, como o morcego diurno.
A zona é composta por uma combinação de arquitectura tradicional, desenho da paisagem e elementos naturais.
Devido à sua elevada qualidade, o vinho "verdelho" produzido no Pico, ilha com cerca de 15 mil habitantes, chegou a ser servido aos czares da Rússia e nas mesas do Vaticano.
O segundo dia da visita ao arquipélago, que termina quarta-feira em São Miguel, será preenchido com uma deslocação ao vulcão dos Capelinhos, na ilha do Faial, quando se comemoram os 50 anos do início da sua erupção.
Cavaco Silva vai sobrevoar o vulcão num helicóptero EH-101 da Força Aérea, visitar as obras de construção de um centro interpretativo e participar numa sessão solene comemorativa dos 50 anos da erupção dos Capelinhos.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.