Cáritas apela aos portugueses que comprem uma vela para "iluminar" Natal dos carenciados

Cáritas apela aos portugueses que comprem uma vela para "iluminar" Natal dos carenciados

 

Lusa/AO online   Nacional   19 de Nov de 2013, 14:23

A Cáritas Portuguesa apelou aos portugueses para comprarem uma vela pelo "preço simbólico" de um euro para "iluminar" o Natal das famílias carenciadas e ajudar as vítimas do conflito na Síria.

 

A instituição lançou hoje a 11.ª campanha anual de Natal “10 Milhões de Estrelas – Um gesto pela paz” que pretende ajudar os mais desfavorecidos numa “época de crise social e económica” através da venda de velas.

Este ano, a Cáritas tem como objetivo vender mais de 500.000 velas sendo o valor angariado aplicado em duas causas distintas: 65% das verbas destinam-se às famílias e pessoas em situação de carência socioeconómica e o restante às vítimas do conflito na Síria.

“O ano passado foram adquiridas 450 mil velas, mas este ano gostaríamos de subir muito este número porque são muitas as carências que estamos a viver e a nossa gente precisa de ser ajudada”, disse à agência Lusa o presidente da Cáritas Portuguesa.

Com esta campanha, os portugueses têm “mais uma possibilidade de realizarem as suas ações de solidariedade, como costumam fazer, para viverem em consonância com o espírito de Natal”, adiantou Eugénio Fonseca.

Segundo o responsável, as verbas angariadas ficam na região onde as velas foram adquiridas para ajudar “aqueles que estão a ser vítimas” da crise naquele local.

É uma forma de “reforçar as ajudas que cada vez são mais necessárias, porque os pedidos são muitos e a Cáritas vai tendo cada vez dificuldade em ter essas possibilidades de ajuda”, sublinhou.

“Também vamos enviar [as ajudas] para outro povo que está a sofrer muito e, de certeza, que os portugueses perceberão bem isso”, disse.

Trata-se do povo sírio, “sobretudo as crianças, cujos pais já morreram vítimas do conflito vergonhoso que está a atingir a Síria, e se encontram em campos de refugiados em situações muito desumanas”, explicou.

A Cáritas pede ainda às pessoas que, na noite de Natal, coloquem a vela que adquiriram “acesa na janela da sua casa para que quem passe na rua diga que as pessoas que ali vivem são solidárias e que não vivem apenas a dimensão material do Natal”.

“Era tão bom que a gente acendesse um milhão de luzinhas na noite de Natal”, salientou Eugénio Fonseca.

As velas podem ser compradas na Cáritas Diocesanas, escolas e paróquias que tenham aderido à campanha e numa cadeia de supermercados.

A Cáritas Portuguesa registou, entre outubro de 2012 e outubro de 2013, um aumento de 20% nos pedidos de ajuda de famílias afetadas pela crise económica.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.