Candelária formaliza protesto no Conselho Disciplinar da FPP

Candelária formaliza protesto no Conselho Disciplinar da FPP

 

Susete Rodrigues   Hóquei em Patins   15 de Out de 2008, 11:21

O Candelária Sport Clube formalizou, junto do Conselho Disciplinar da Federação de Patinagem de Portugal, o protesto do jogo com a Oliveirense, referente  à 2ª jornada do Campeonato Nacional da I Divisão de hóquei em patins, o qual a equipa do Pico perdeu por duas bolas a três.
O motivo do protesto vai para a circunstância de a Oliveirense ter utilizado irregularmente o jogador e treinador  Tó Neves, sancionado com quatro jogos oficiais de suspensão por factos ocorridos no derradeiro jogo da época passada.
Em causa está um regulamento federativo que permite que os castigos que transitam da época anterior possam ser cumpridos em provas associativas, desde que homologadas pela federação.
De acordo com o documento enviado pelo Candelária, no período que mediou entre a deliberação do Conselho Disciplinar (castigado com quatro jogos) e o jogo (Candelária - Oliveirense, realizado a 11 de Outubro, na ilha do Pico), “a equipa de seniores da União Desportiva Oliveirense apenas disputou um jogo oficial organizado pela Federação de Patinagem de Portugal, concretamente o respeitante à primeira jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão”.
Logo, o jogador em causa não podia ter jogado nem exercer as funções de treinador.
No seu protesto, o Candelária recorda que “nos termos do disposto no nº 9 do artigo 15º do Regulamento de Justiça e Disciplina da Federação de Patinagem de Portugal, a pena de suspensão aplicada a praticantes ou agentes desportivos por jogos ou provas oficiais será sempre cumprida nos jogos e provas organizadas pela FPP”.
A inclusão no boletim do jogo do referido jogador/treinador configura uma utilização irregular, o que constitui uma infracção disciplinar prevista e punível pelo artigo 60º do Regulamento de  Justiça e Disciplina da FPP. Este artigo refere que “o clube infractor será punido com a pena de falta de comparência e com uma pena de multa”.
Neste arranque de campeonato, já o Benfica havia mostrado o seu desagrado pela presença de Tó Neves, no entanto não apresentou qualquer protesto.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.