Banca

Bruxelas abre investigação aprofundada a garantia estatal ao BPP


 

Lusa / AO online   Economia   10 de Nov de 2009, 10:02

A Comissão Europeia anunciou esta terça-feira que abriu uma investigação aprofundada sobre a garantia estatal concedida por Portugal ao Banco Privado Português (BPP), apontando que o Governo ainda não apresentou o plano de reestruturação reclamado por Bruxelas.
O Executivo comunitário lembra que, em Março passado, aprovou, por um período de seis meses, a garantia estatal a um empréstimo de 450 milhões de euros, "sob condição da apresentação de um plano de reestruturação que perspectivasse o futuro do banco sem novos auxílios estatais", que ainda não foi apresentado por Portugal à Comissão Europeia.

Apontando que, em Junho, Portugal prolongou a garantia por um novo período de seis meses sem ter notificado Bruxelas de tal facto, a Comissão diz agora ter dúvidas "sobre se a garantia estatal continua a respeitar a Comunicação sobre as orientações relativas aos auxílios estatais para superar a crise financeira, quer em termos de duração, quer em termos de preço.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.