Açoriano Oriental
Bombeiros da Povoação vão ter novo quartel construido de raiz

O novo quartel dos Bombeiros da Povoação, que ste domingo começou a ser construído de raiz, pretende "garantir uma melhoria significativa na capacidade operacional e no grau de prontidão", salientou o presidente do Governo dos Açores.

article.title

Foto: CIVISA
Autor: AO Online/ Lusa

"Este é um investimento que ascende a cerca de 2,6 milhões de euros e com ele pretendemos garantir uma melhoria significativa na capacidade operacional e no grau de prontidão do corpo de bombeiros, condição que é, naturalmente, essencial para uma resposta rápida e eficaz às solicitações de emergência que recebem", afirmou hoje Vasco Cordeiro na cerimónia de lançamento da primeira pedra do novo quartel na ilha de São Miguel.

Citado numa nota enviada às redações, o chefe do executivo açoriano sublinhou ainda que será "um edifício com mais espaço para formação e para realização de exercícios, bem como para albergar todas as viaturas" do corpo de bombeiros da Povoação, "dando também resposta ao novo quadro de valências que, com o passar do tempo, os bombeiros voluntários da Região foram assumindo".

"E este avanço na capacidade operacional resulta de dois fatores, o primeiro dos quais tem a ver com o facto de os bombeiros da Povoação passarem a dispor de novas instalações criadas de raiz, com todas as condições operacionais e de conforto, mas também devido a uma nova localização que resolve, em definitivo, os constrangimentos a que está sujeito o atual quartel", acrescentou.

Vasco Cordeiro referiu que "com este investimento significativo" do novo quartel, "o objetivo do Governo é muito claro: criar todas as condições para reforçar a proteção da população que é servida pelos Bombeiros da Povoação, tornando mais seguras e eficientes as operações de socorro".

A cerimónia de lançamento da primeira pedra do novo quartel da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Povoação coincidiu com o Dia Mundial da Proteção Civil, tendo Vasco Cordeiro destacado "o ciclo de investimento" que o executivo regional socialista tem "materializado em vários quartéis de bombeiros dos Açores e que ascende, desde 2015, a um montante global de cerca de sete milhões de euros".

Vasco Cordeiro apontou os casos da remodelação e ampliação dos quartéis de Santa Maria e das Lajes das Flores, obras já concluídas, a empreitada que está a decorrer no quartel das Lajes do Pico, assim como a construção, que vai arrancar no segundo semestre deste ano, do quartel para os Bombeiros da Horta, investimento de cerca de 2,9 milhões de euros.

Na véspera da passagem dos 125 anos do Decreto de 2 de março de 1895, que consagrou o primeiro movimento autonomista, efeméride que Vasco Cordeiro evocou, o presidente do Governo açoriano referiu "a melhoria das condições de financiamento às associações de bombeiros voluntários" do arquipélago, que tem “permitido melhorar também a recompensa devida por este trabalho tão exigente e árduo desempenhado pelos bombeiros, com a decisão de aumentar o seu vencimento, num processo ainda sem paralelo a nível nacional”.

"Os 310 bombeiros assalariados dos Açores viram o seu vencimento crescer quase 13,5%, em 2020. E este é um processo que deve continuar no futuro, no sentido de, aproximando-nos nós da conclusão da fase das infraestruturas, podermos centrar a nossa atenção na melhoria das condições de exercício dessa atividade", adiantou, dirigindo uma saudação aos bombeiros açorianos e "a todos aqueles que, nos órgãos sociais das associações humanitárias, são, em muitas casos, a “diferença entre a vida e a morte, quantas vezes com o risco da sua própria vida ou integridade física”.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.