BE/A quer diploma em vigor rapidamente


 

Lusa/AOonline   Regional   27 de Out de 2008, 15:19

A líder do Bloco de Esquerda-Açores (BE/A) afirmou que o Presidente da República baseou o seu veto ao Estatuto Político-Administrativo em duas “questões menores” e defendeu a necessidade do documento entrar rapidamente em vigor.
“Nada mais, do ponto de vista constitucional, há a corrigir”, salientou Zuraida Soares à agência Lusa, no dia em que Cavaco Silva vetou o Estatuto Político-Administrativo da região autónoma.

    Segundo disse, o veto do Presidente da República assenta em “questões menores”, razão pela qual o BE/A “vai continuar a defender este Estatuto”, depois de já ter sido expurgado de todas as inconstitucionalidades.

    Perante isso, Zuraida Soares defendeu a necessidade de a Assembleia da República voltar a demonstrar a “unidade” à volta do diploma, alegando que este processo “já se arrasta há tempo demais”.

    “O importante é pôr o Estatuto em vigor”, uma vez que “é isso que importa aos Açores”, realçou a líder do BE/A, para quem o Presidente da República “não é um admirador nem um conhecedor profundo” das autonomias.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.