Banco de sementes dos Açores é composto por 504 amostras de 63 espécies

Banco de sementes dos Açores é composto por 504 amostras de 63 espécies

 

Lusa/AO Online   Regional   28 de Jun de 2019, 15:41

O Governo dos Açores inaugurou esta sexta-feira as obras de ampliação do Jardim Botânico do Faial, que incorpora o banco de sementes da região, com 12 milhões de sementes distribuídas por 504 amostras de 63 espécies, 51 delas endemismos açorianos.

As obras foram inauguradas pelo chefe do executivo açoriano, Vasco Cordeiro, sendo que, no caso do banco de sementes, este passará agora a ter "uma maior e mais eficiente capacidade de conservação das espécies", valoriza o Governo Regional.

"Este Jardim Botânico do Faial é um excelente exemplo daquilo que nós, enquanto região, temos feito ao longo dos anos, e vamos continuar a fazer”, no âmbito da preservação da natureza, assegurou Vasco Cordeiro na inauguração deste espaço natural, que inclui também o Orquidário dos Açores.

As obras em causa representaram um investimento de 600 mil euros.

O Governo dos Açores diz ter o objetivo de, até 2020, atingir os 100% de plantas endémicas da região conservadas no banco de sementes, sendo que, por ora, o espaço apresenta uma taxa de cerca de 90%.

O Jardim Botânico do Faial foi fundado há 33 anos, tendo surgido com o objetivo de reunir uma coleção de flora da Macaronésia que servisse de base para a promoção e conservação da importante biodiversidade deste espaço geográfico.

Com a obra hoje inaugurada, o jardim duplicou a sua área, passando a ocupar cerca de 1,5 hectares.

O Governo dos Açores concluiu hoje três dias de visita de trabalho à ilha do Faial.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.