Atentado suicida perto de Musharraf faz cinco mortos

Atentado suicida perto de Musharraf faz cinco mortos

 

Lusa / AO online   Internacional   30 de Out de 2007, 10:58

Pelo menos cinco pessoas morreram e várias ficaram feridas quando um bombista suicida se fez hoje explodir junto de um posto de controlo da polícia, na cidade de Rawalpindi, arredores da capital do Paquistão.
Segundo a polícia, a explosão ocorreu a cerca de 2,5 quilómetros do quartel-general do exército paquistanês e do gabinete do Presidente Pervez Musharraf.

O porta-voz presidencial, Rashid Qureshi, afirmou que Musharraf se encontrava a salvo no interior do quartel-general na altura da explosão.

Segundo as televisões, Musharraf estava reunido com responsáveis do governo e das províncias do Paquistão para discutir a situação da segurança do país, assolado por uma vaga de atentados sem precedentes, desde Julho.

Mohammed Saeed, um responsável da polícia afirmou que um bombista suicida se aproximou, a pé, do posto de controlo, numa estrada principal da cidade e se fez explodir. Cinco pessoas morreram, incluindo dois polícias.

Entre os feridos há mulheres e crianças que passavam na altura num autocarro.

O atentado não foi reivindicado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.