autombilismo

Araújo espera dificuldades para fazer outra época


 

Lusa/AO   Outras modalidades   3 de Dez de 2007, 17:37

O piloto português Armindo Araújo, que domingo concluiu o Mundial de Produção de ralis (PWRC) no 13º posto, reconheceu que "não vai ser fácil" conseguir apoio

O piloto português Armindo Araújo, que domingo concluiu o Mundial de Produção de ralis (PWRC) no 13º posto, reconheceu que "não vai ser fácil" conseguir apoio para competir outra temporada no campeonato, mas mantém a esperança. "As coisas não estão fáceis. Mas acreditamos que vamos conseguir disputar o PWRC mais um ano", afirmou o piloto da Mitsubishi Portugal, que conduziu um Lancer Evo IX, em declarações à Agência Lusa.Ao fazer um balanço da temporada que terminou com o rali da Grã-Bretanha, no qual foi sétimo na categoria de Produção (23º na geral), Araújo explicou que vai ser difícil convencer os patrocinadores a apostarem no projecto mais um ano, depois de os resultados terem ficado aquém do esperado."Quando as coisas não correm bem, é difícil demonstrar que não foi por causa da falta de capacidade mas sim por um ou outro azar. Estamos a falar de uma verba que, com planos de teste, como um rali de preparação (Ártico), ronda o milhão de euros. Não é pouco dinheiro", acrescentou. O piloto português, que terminou a temporada de estreia no Mundial com 10 pontos, lamentou ter andado "muitas vezes na frente", mas por "azares quase inexplicáveis" não ter obtido obter bons resultados.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.