Turismo

"Apartamentos flutuantes"de luxo nas Portas do Mar

"Apartamentos flutuantes"de luxo nas Portas do Mar

 

João Cordeiro   Regional   29 de Out de 2008, 10:17

O navio de cruzeiros de turismo de luxo “The World” esteve três dias em Ponta Delgada atracado ao cais das Portas do Mar, tendo partido ontem para a cidade da Horta, onde vai permanecer por apenas um dia.
Apesar de parecer, à primeira vista, ser apenas mais um navio de cruzeiros como tantos outros, o “The World” oferece uma modalidade muito específica neste tipo de turismo, uma vez que é constituído por 300 apartamentos e os passageiros são, na sua maioria, os próprios proprietários do navio.
O “The World” funciona como uma espécie de residência comunitária flutuante, uma vez que é dirigido por um grupo de proprietários eleito por maioria, ao qual cabe a decisão dos itinerários e a administração financeira do navio. Aos três comandantes do paquete cabe a aferição da viabilidade técnica e das condições de segurança dos destinos a visitar.
Alguns dos proprietários dos apartamentos vivem permanentemente no navio, enquanto outros visitam o seu “apartamento itinerante” ao longo do ano, à medida que este viaja pelo mundo.
O navio, que tem quase 200 metros de comprimento e nove andares, onde trabalham 250 pessoas, está em viagem permanente desde Janeiro e trouxe a Ponta Delgada 89 passageiros com elevado poder de compra, na sua maioria norte-americanos.
Depois de neste ano ter passado por algumas dezenas de destinos por todo o mundo - como Dubai, Veneza, Istambul, Barcelona ou Gibraltar - onde o navio fica normalmente entre dois a cinco dias, o “The World” passou por Ponta Delgada, onde, segundo Carlos Adalberto Silva, administrador do porto de PontaDelgada, o barco prolongou a sua estadia por mais um dia devido às boas condições e boa funcionalidade do cais das Portas do Mar.
Carlos Adalberto Silva revela ainda que os comandantes do “The World” consideraram o cais das Portas do Mar “um dos melhores até então escalados em todo o mundo, pelo navio, pelas condições técnicas, concepção arquitectónica e integração na cidade, bem como pelas facilidades que proporciona aos passageiros em termos de mobilidade, conforto e segurança”.
Em São Miguel, os passageiros tiveram oportunidade de participar em três excursões, que incluíram passeios à Ribeira Grande e Lagoa do Fogo, Sete Cidades, e ainda observação de baleias, enquanto no Faial a única excursão abrangerá os principais pontos turísticos da ilha.

Vida a bordo do “The World”
Embora existam várias diferenças entre o “The World” e a grande maioria dos navios de cruzeiros, face à particularidade do seu funcionamento, existem também muitas infra-estruturas comuns aos restantes navios turísticos. Assim, no que diz respeito ao lazer, os passageiros do “The World” têm ao seu dispor um simulador de golfe, campo de mini-golfe, campo de ténis, ginásio, casino, salas de cinema, biblioteca e música ao vivo.
Quanto à alimentação, os passageiros podem optar por confeccionar as refeições na cozinha do seu próprio apartamento - existe mesmo um supermercado a bordo - podem comer num dos cinco restaurantes do navio e têm ainda a possibilidade conhecer a gastronomia dos destinos por onde passam.
Para além das excursões em cada cidade visitada, os passageiros têm ainda a bordo ao seu dispor aulas de dança, navegação, línguas estrangeiras, culinária, artes e ofícios, música, informática e fotografia. Todos os apartamentos possuem acesso à internet de alta velocidade.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.