Arquitectura

Álvaro Siza Vieira homenageado com Medalha da Rainha Isabell II


 

Lusa/AOonline   Nacional   8 de Out de 2008, 12:29

O português Álvaro Siza Vieira vai ser homenageado pela sua contribuição para a arquitectura internacional com a Medalha de Ouro Real de 2009, uma distinção atribuída pelo Instituto Real dos Arquitectos Britânicos, em nome da rainha Isabel II.
A distinção foi anunciada formalmente na terça-feira, mas o galardão só será entregue numa cerimónia em Londres em meados de Fevereiro do próximo ano, na qual a Rainha não deverá participar.

    “A Rainha aprova pessoalmente o escolhido, mas não costuma estar presente na cerimónia”, disse hoje à agência Lusa uma porta-voz do Instituto Real dos Arquitectos Britânicos.

    O prémio é atribuído em reconhecimento do trabalho feito ao longo da vida, sendo normalmente atribuído a pessoas com uma longa carreira.

    No comunicado que anuncia a sua escolha, Siza é descrito como um “arquitecto completo” cujos edifícios “nunca são previsíveis nem comuns”.

    “Nos edifícios de Siza, talvez mais do que outros, é às relações entre os elementos da arquitectura que é dada primazia ao invés da forma ou textura dos próprios elementos”, elogia.

    “É uma arquitectura”, acrescenta, “em que a economia de meios expressivos é conciliada com uma abundância de revelação espacial”.

    A abertura de Siza Vieira a novos arquitectos, a boa relação com os seus colegas de profissão e o facto de continuar a acompanhar pessoalmente todos os projectos do seu gabinete são também louvados.

    A Medalha de Ouro Real é atribuída todos os anos desde 1848 e no passado distingui conhecidos arquitectos como Le Corbusier (1953), Renzo Piano (1989), Frank Gehry (2000) e Jean Nouvel (2001).

    Em 2008, o galardoado foi o britânico Edward Cullinan.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.