Açoriano Oriental
AI Racing Team faz balanço positivo da época de 2018

A AI Racing Team faz balanço positivo da sua prestação no Campeonato dos Açores de Ralis de 2018, neste que foi o segundo ano do projeto do AI Racing Team, onde a dupla, Ana Castro e Ivone Rodrigues, decidiram elevar a fasquia.

article.title

Foto: Abett. Rallys
Autor: Susete Rodrigues/AO Online

Aos ralis de asfalto, que já conheciam da sua temporada de estreia, decidiram juntar duas provas em terra, nomeadamente o Ilha Azul, disputado no Faial, e o Lotus Rallye em São Miguel, refere comunicado da equipa.


Os desafios foram superados com distinção, a dupla do Toyota Yaris sagrou-se campeã dos Açores, na competição dedicada às equipas femininas, fruto dos triunfos no Sical, Ilha Azul, no Rali de Santa Maria, no Ilha Lilás, no Rali do Pico e no Lotus Rallye. Ana Castro e Ivone Rodrigues foram também as vencedoras do regional na Classe RC5, aquela em que se insere o Yaris do AI Racing Team.


A equipa valoriza também, para além dos titulos, os enormes ganhos de rapidez e de competitividade registados face à temporada de estreia. Apesar de terem “repetido” quatro provas relativamente a 2017, apenas em duas delas se puderam fazer comparações diretas, uma vez que as outras duas apresentaram itinerários completamente diferentes.


“No rali de Santa Maria foi possível comparar os tempos de 3 provas especiais de classificação, tendo sido registadas melhorias significativas face aos tempos de 2017. No troço de Picos/Forno, o ganho foi de 52,9s o que dá uma melhoria de 7 segundos por quilómetro. No total dos troços em que é possível comparar dados, Ana Castro e Ivone Rodrigues foram mais rápidas, em média, 5,5 segundos por quilómetro, o que é significativo num desporto onde ganhar algumas décimas de segundo por quilómetro já é muito positivo. No Rali do Pico, comparando os tempos das classificativas percorridas em circunstâncias “normais”, voltam a registar-se ganhos substanciais. No cômputo geral das classificativas que mantiveram o percurso e a quilometragem, as pilotos do AI Racing Team melhoraram 6,9 segundos por quilómetro, embora aqui se deva sublinhar que as condições climatéricas se apresentaram mais difíceis no ano de estreia”, explica o comunicado.


Refira-se que a dupla, Ana Castro e Ivone Rodrigues, fizeram ainda uma prova “extra-campeonato”, o Rali de Famalicão, precisamente a região onde reside Ana Castro. A estreia da equipa em terras continentais não teve outros objetivos que não fossem o de rodar e o reforçar do espírito de equipa.


A completar o balanço, neste caso de dois anos de competição, o AI Racing Team não conta no seu registo qualquer desistência. Já com onze provas no currículo, o Toyota Yaris continua a “demonstrar 'saúde' a cada saída, facto a que não será alheio o trabalho de planificação e logística do Team Manager, José Rodrigues, e da preparação técnica da viatura liderada pelo preparador e também piloto de ralis, João Faria”, finaliza o comunicado.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.