Agentes de espetáculos reúnem-se para debater aumento da taxa de IVA


 

Lusa/AO Online   Economia   17 de Out de 2011, 08:24

 Artistas, técnicos, produtores e outros profissionais ligados a empresas do espetáculo reúnem-se na quinta-feira à tarde em Lisboa para discutir o aumento de seis para 23 por cento do preço dos bilhetes, disse hoje à agência Lusa um promotor.

Em declarações à Lusa, Álvaro Covões acrescentou que a reunião se realiza às 17:30 de quinta-feira no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.

A reunião visa debater as consequências diretas e indiretas da proposta de aumento de IVA em 17 pontos percentuais do custo dos ingressos para espetáculos, anunciada na quinta-feira pela secretaria de Estado da Cultura.

Porteiros, arrumadores, empresas de som e de luz, ‘backline’ e audiovisuais, responsáveis de salas, bombeiros, paramédicos, cenógrafos, costureiras, seguranças, encenadores, maquinistas, eletricistas, projecionistas, diretores de cena, músicos e atores foram também convocados para a reunião.

Álvaro Covões apela ao bom senso para que os ingressos para espetáculos não sofram um aumento de 17 pontos percentuais, uma vez que a ocorrer trará consequências demolidoras para a economia portuguesa.

O promotor musical não compreende ainda como é que os livros manterão uma taxa de IVA de cinco por cento, sublinhando que a haver aumentos “não deve haver exceções”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.