Banca

Administradores da CGD assumem funções no BPN


 

Lusa/AOonline   Economia   3 de Nov de 2008, 09:57

Os administradores da Caixa Geral de Depósitos (CGD) Norberto Sequeira da Rosa e Pedro Oliveira Cardoso integram a partir desta segunda-feira o conselho de administração do BPN, um dia depois de terem sido designados para o cargo.
Na sequência do processo de nacionalização do Banco Português de Negócios (BPN), anunciada domingo pelo ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, devido a perdas acumuladas no valor de 700 milhões de euros, os dois actuais administradores da CGD começam a partir de hoje a acompanhar o funcionamento da gestão da instituição financeira.

    Do montante de 700 milhões de euros, 360 milhões de euros correspondem ao banco Insular e a um balcão virtual, detectados em Junho, respeitando o restante valor a imparidades (perda de potencial) identificadas por uma auditoria.

    As notícias de processos que envolvem operações com indícios de ilicitude e ilegalidade, entretanto comunicadas à Procuradoria-geral da República (PGR), o agravamento da situação financeira internacional e o adiamento do aumento de capital previsto pela actual administração agravaram os problemas de liquidez do banco, tornando inevitável a intervenção estatal.

    De acordo com fonte ligada ao processo, até ao momento os únicos lesados com a situação do BPN são os accionistas, que terão direito a ser ressarcidos, a não ser que as perdas acumuladas anulem o valor das indemnizações.

    O peso do BPN é inferior a 2 por cento do activo do sistema financeiro, tendo um volume de depósitos na ordem dos 4.500 milhões de euros.

    Após o pedido do Governo ao Parlamento para nacionalizar o banco, a CGD assumirá a gestão do BPN, procedendo à nomeação da administração.

    Além disso, será também pedida a duas entidades independentes a avaliação do banco. Após a conclusão deste passo, a CGD traçará um plano para o futuro do banco, que poderá passar pela sua integração, venda ou desmembramento (através da alienação dos vários activos).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.