Açoriano Oriental
Açores registam subida de 10,7% nas dormidas em alojamentos turísticos em março

Os Açores registaram cerca de 232 mil dormidas em alojamentos turísticos, em março, mais 10,7% do que no período homólogo, segundo dados revelados  pelo Serviço Regional de Estatística (SREA).

Açores registam subida de 10,7% nas dormidas em alojamentos turísticos em março

Autor: Lusa/AO Online

“Em março, no conjunto dos estabelecimentos de alojamento turístico (hotéis, hotéis-apartamentos, apartamentos turísticos, pousadas, unidades de alojamento local e unidades de turismo no espaço rural) dos Açores registaram-se 232,3 mil dormidas, valor superior em 10,7% ao registado no mês homólogo”, lê-se no relatório da atividade turística do SREA, relativo a março.

Nos primeiros três meses do ano, a região contabilizou 507,5 mil dormidas, “representando um acréscimo face ao período homólogo de 8,2%”.

Em março, o número de turistas residentes no estrangeiro (121,3 mil) superou o de turistas residentes em Portugal (111 mil), representando 52,2% do total.

O mercado nacional registou uma subida homóloga de 1,5%, enquanto o mercado externo cresceu 20,8%.

Entre o mercado externo, os Estados Unidos da América “destacam-se como principal mercado emissor, com 24,5 mil dormidas” (20,2% das dormidas de residentes no estrangeiro) e “um crescimento homólogo de 23,5%”.

Seguem-se a Alemanha, com 20,8 mil dormidas (17,1%), que registou uma subida de 8%, e Espanha, com 19,9 mil dormidas (16,4%).

Espanha foi o país que registou a maior subida face a março de 2023, com 91,1%, seguindo-se Suíça (40,4%) e Dinamarca (35,9%).

Em queda, destacam-se os mercados de Israel (-19,4%), Chéquia (-11,1%) e França (-7,3%).

Segundo o SREA, “a hotelaria concentrou 63,7% da totalidade de dormidas (148,1 mil), seguindo-se o alojamento local, com 33,5% (77,7 mil), e o turismo no espaço rural, com 2,8% (6,5 mil)”.

Considerando apenas os dois principais estabelecimentos de alojamento turístico, a hotelaria e o alojamento local, que concentraram 97,2% do total de dormidas no mês de março, todas as ilhas registaram um aumento de dormidas, com destaque para Graciosa (80,2%), São Jorge (39,1%) e Santa Maria (23,7%).

Com 165,5 mil dormidas, São Miguel, a maior ilha do arquipélago, concentrou 73,3% do total de dormidas da hotelaria e do alojamento local, seguindo-se a Terceira, com 32,8 mil (14,5%), o Faial, com 11,6 mil (5,2%), e o Pico, com sete mil (3,1%).

Entre as diferentes tipologias, o turismo no espaço rural foi a que apresentou uma maior subida homóloga (35,4%) no número de dormidas, seguindo-se a hotelaria (10,9%) e o alojamento local (8,7%).

Ainda assim, quase metade dos estabelecimentos de alojamento local ativos (49,6%) “reportaram que não tiveram movimento de hóspedes”.

Os proveitos totais na hotelaria atingiram os 8,2 milhões de euros, em março, (mais 11,1%) e o rendimento médio por quarto disponível foi de 34,3 euros.

Já no turismo no espaço rural, os proveitos totais foram de 603,8 milhares de euros (mais 26,6%) e o rendimento médio por quarto disponível atingiu os 31,5 euros.

PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados