Açores homenageiam bombeiros que alcançaram 2.º lugar no Campeonato de Trauma

Açores homenageiam bombeiros que alcançaram 2.º lugar no Campeonato de Trauma

 

Lusa/AO Online   Regional   21 de Nov de 2018, 09:06

O Governo Regional dos Açores homenageou esta terça-feira dois bombeiros da Praia da Vitória que conquistaram o segundo prémio no Campeonato Mundial de Trauma, na África do Sul, salientando que prestigiaram a região e o país.

"Personificam o empenho e a dedicação dos bombeiros dos Açores, destes cerca de 800 elementos que todos os dias trabalham para elevar os seus níveis de prontidão", adiantou o secretário regional da Saúde, Rui Luís.

O governante dirigia-se aos dois elementos dos Bombeiros Voluntários da Praia da Vitória numa cerimónia de entrega de louvores, que decorreu no Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, em Angra do Heroísmo.

Bruno Espínola e Carlos Pacheco regressaram da Cidade do Cabo, na África do Sul, em outubro, com o segundo lugar no World Rescue Challenge 2018, onde participaram 24 equipas de 16 países, incluindo quatro de Portugal.

Para Carlos Pacheco, que conta já com 19 anos de serviço como bombeiro, o reconhecimento das instituições pelo prémio alcançado é positivo, mas o mais importante nesta experiência foi "a convivência, a troca de experiências, as partilhas e os conhecimentos".

Já Bruno Espínola, bombeiro há 21 anos, destacou o "orgulho" pelo facto de a corporação da Praia da Vitória ter marcado presença no Campeonato Mundial de Trauma pelo terceiro ano consecutivo.

"O quarto lugar no Brasil já foi um bom esforço da nossa parte, a seguir a equipa do Leonel Raimundo e do Hugo Sales fizeram uma excelente prestação na Roménia, ganhando o primeiro lugar, o que é fantástico", frisou.

Para o secretário regional da Saúde, que tutela a Proteção Civil, os dois elementos da Praia da Vitória são "uma inspiração" para os restantes bombeiros dos Açores.

"Estes resultados são para mim o reflexo de longos anos de formação, de treino e de missões reais e a demonstração inequívoca da qualidade dos recursos humanos afetos ao Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores", avançou, lembrando que também os Bombeiros Voluntários da Ribeira Grande, em São Miguel, venceram em 2017 a medalha de ouro no Concurso Internacional de Manobras, na Áustria.

Segundo Rui Luís, o executivo açoriano tem vindo a "reforçar cada vez mais as ações de formação" para os bombeiros da região, estando prevista para 2019 uma maior aposta na área de busca e resgate em estruturas colapsadas na sequência de sismos.

Em 2017, registaram-se 62 ações de formação dirigidas a bombeiros na região, que envolveram cerca de 566 bombeiros e, em 2018, 81 ações dirigidas a 722 bombeiros.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.