41 espécies endémicas conservadas no Banco de Sementes dos Açores

41 espécies endémicas conservadas no Banco de Sementes dos Açores

 

Ana Carvalho Melo   Regional   29 de Out de 2012, 14:54

No decorrer do presente ano, a Secretaria Regional do Ambiente e do Mar, através do Jardim Botânico do Faial, aumentou em 82% o número de lotes de sementes de plantas endémicas, no Banco de Sementes dos Açores.

Assim encontram-se atualmente conservadas no Banco Sementes dos Açores 41 espécies naturais do nosso arquipélago, segundo dados divulgados esta segunda-feira pelo GACS.
 
Um banco de sementes é uma das formas de conservação ex-situ de plantas (fora do local natural de ocorrência) e consta de fazer preservar lotes de sementes desidratadas a baixas temperaturas, mantendo-as viáveis durante longos períodos de tempo, sendo este um dos métodos com maiores taxas de sucesso.

É preciso ter em conta que quase um quarto das plantas do mundo se encontra em risco de extinção, pelo que são necessárias formas de preservar estas espécies, garantindo a conservação da variabilidade genética das populações ameaçadas.

Assim, guardando e mantendo as sementes do maior número possível de plantas e indivíduos num stock viável, protegido das ameaças que ocorrem na natureza, como incêndios, dilúvios, desflorestação, flora invasora, alterações climáticas, herbívora, construção civil, entre outras, estamos a garantir a sobrevivência das próprias espécies.


A preparação da época de colheita passa anualmente por ações de formação a técnicos, com o objetivo de preparar a colheita de sementes nas nove ilhas e que ocorre entre Junho a Novembro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.