Vinte pessoas assassinadas por assaltantes no norte da Nigéria


 

Lusa/AO online   Internacional   14 de Out de 2012, 19:19

Duas dezenas de pessoas foram assassinadas por assaltantes que dispararam sobre um grupo de pessoas que saíam de uma mesquita no norte da Nigéria, declarou um porta-voz militar.

O tenente-coronel Sani Usman explicou que o tiroteio, que ocorreu no exterior da mesquita da localidade de Dogon Dawa, no estado de Kaduna, foi uma ação de represália dos “bandidos” que tinham sido perseguidos antes pelos habitantes.

O estado de Kaduna, onde coabitam cristãos e muçulmanos, tem sido palco de violências intercomunitárias nos últimos meses.

O grupo radical islâmico Boko Haram reivindicou atentados suicidas contra três igrejas em junho, que provocaram represálias dos cristãos nas quais foram mortas dezenas de pessoas.

No entanto, o tenente-coronel Usman declarou à agência noticiosa francesa AFP que o tiroteio em Dogon Dawa se deve a um conflito que opõe “bandidos” a um grupo de autodefesa da localidade.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.