Vasco Cordeiro lamenta "situação dramática" na Graciosa que vitimou dois homens

Vasco Cordeiro lamenta "situação dramática" na Graciosa que vitimou dois homens

 

Lusa/AO Online   Regional   21 de Mar de 2019, 14:07

O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, lamentou a morte de dois trabalhadores da Tecnovia Açores na ilha Graciosa, reforçando que a hora é de pesar de "averiguar o que aconteceu".

"Por força de lei e por interesse próprio", a empresa irá "averiguar o que aconteceu", sendo certo que não colmatará a "perda de duas vidas", dois homens que morreram na quarta-feira na ilha Graciosa.

"É nesse sentido que o Governo Regional apresenta condolências às famílias enlutadas", declarou o chefe do executivo açoriano à agência Lusa, à margem de uma visita a uma escola na Maia, concelho da Ribeira Grande, a propósito do Dia Internacional das Florestas.

A Tecnovia Açores informou já que as causas do acidente que provocou na tarde de quinta-feira a morte a dois trabalhadores estão a ser investigadas, com a empresa "empenhada e cooperante na identificação" das mesmas.

"Estiveram envolvidos no acidente quatro colaboradores da empresa e, infelizmente, dois faleceram no momento do acidente, tendo os outros dois colaboradores ficado ligeiramente feridos. As autoridades competentes foram imediatamente informadas, estando em curso um inquérito para apuramento do ocorrido", diz nota da empresa enviada à agência Lusa

Dois homens faleceram na Graciosa, ilha do grupo central dos Açores, após terem caído de um passadiço numa obra de proteção da orla costeira da Barra, em Santa Cruz da Graciosa.

De acordo com o comandante dos bombeiros locais, Carlos Melo, o acidente deu-se pouco depois das 14 horas.

"O tabuleiro tombou e eles acabaram por ficar debaixo do tabuleiro", contou à Lusa o responsável da corporação.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.