Vacina da gripe ainda pode ser tomada


 

Lusa/AO ONline   Nacional   29 de Dez de 2008, 14:14

A ministra da Saúde e o director-geral da Saúde informaram hoje que o "pico" da epidemia de gripe deverá registar-se nos próximos dias e que quem “não esteve ou está doente” pode tomar a vacina.
 O director-geral da Saúde, Francisco George, precisou que actualmente se vive uma “actividade epidémica alta provocada por um vírus” esperado e contemplado na vacina.

    “Não estamos à espera de mais problemas para além desta fase ainda de crescimento da curva de epidemia, que deve atingir o seu máximo dentro de pouco menos de uma semana”, referiu aos jornalistas.

    A vacina continua a ser recomendada sobretudo a doentes crónicos e idosos, mas também quem “não esteve ou está doente” a pode tomar.

    Na semana passada ainda estavam disponíveis cerca de 96 mil doses da vacina de um total de 1,7 milhões.

    George recusou que a taxa de incidência em Portugal seja a mais elevada da Europa, referindo que esse valor é actualmente de 113, enquanto em Fevereiro de 2005 era de 163.

    Em conferência de imprensa após uma reunião com responsáveis de centros de saúde e hospitais da Grande Lisboa, a ministra Ana Jorge solicitou às pessoas “saudáveis” com os primeiros sintomas de gripe para contactarem a linha telefónica Saúde24.

    Só os casos com mais necessidade e após indicação dos profissionais da linha devem ser encaminhados para os centros de saúde e num segundo momento para as urgências dos hospitais.

    Na reunião de hoje, também com representantes da Direcção-Geral da Saúde e Administração Regional da Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, foi acordada a hipótese de estender o horário de funcionamento, até pelo menos às 22:00, em mais centros de saúde em todo o país.

    O director-geral da Saúde referiu que num quadro de febre e tosse devem ser tomados medicamentos exclusivamente contra a febre, sendo aconselhada preferencialmente o paracetamol.

    Também é recomendado o consumo de água até litro e meio por dia.

   

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.