Açoriano Oriental
Trudeau garante que o Canadá não desiste até que "seja feita justiça" no abate do avião ucraniano

O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, garantiu, em Edmonton, no Canadá, durante uma homenagem às vítimas da queda de um avião ucraniano no Irão, que o país não irá desistir até que “justiça seja feita” para as famílias dos mortos.

article.title

Foto: EPA/Adam Scotti - PMO/CPM
Autor: Lusa/AO Online


“Não vamos parar até que justiça seja feita [para a família das vítimas]. Vocês devem sentir-se insuportavelmente sozinhos, mas não estão”, afirmou Justin Trudeau, visivelmente emocionado, relata a Agência France Presse.

Um ‘boeing’ da companhia aérea ucraniana Ukraine Airlines International (UAI) caiu na quarta-feira passada no Irão, provocando 176 mortos, 57 dos quais canadianos.

O Irão admitiu responsabilidades na queda do aparelho, tendo referido que o avião civil ucraniano tinha sido abatido inadvertidamente por militares iranianos, que o confundiram com um míssil de cruzeiro devido ao estado de alerta decretado por causa da recente escalada de tensão entre Washington e Teerão.

No domingo decorreram várias cerimónias no Canadá em homenagem às vítimas, uma das quais em Edmonton (capital da província de Alberta), onde o primeiro-ministro Justin Trudeau discursou perante cerca de 1.700 pessoas.

“Todo o país está do vosso lado, esta noite, amanhã e nos próximos anos”, afirmou o primeiro-ministro às pessoas reunidas na Universidade de Edmonton, cidade de onde eram originárias 13 das 57 vítimas canadianas.

“Vocês dão-nos um motivo para exigirmos, em vosso nome, que a justiça seja feita e as contas acertadas. Continuaremos a trabalhar com os nossos aliados, para garantir que será realizada uma investigação transparente e completa. Não vamos parar até obtermos respostas”, acrescentou Justin Trudeau.

O Canadá tem uma das maiores comunidades iranianas da América do Norte, com 210 mil canadianos de origem iraniana recenseados em 2016, de acordo com dados oficiais.

Metade destes vivem em Toronto, o que representa uma das maiores comunidades iranianas na América do Norte, depois da de Los Angeles.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.