Tribunal aceitou providência cautelar sobre 40 horas do SINTAP e recusou a da FESAP


 

Lusa/AO online   Nacional   1 de Out de 2013, 18:24

O Tribunal Administrativo aceitou a providência cautelar interposta pelo Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública para impedir o aumento do horário de trabalho para as 40 horas, mas recusou a da Federação Sindical da Administração Pública, disse fonte sindical.

 

José Abraão disse à agência Lusa que o Tribunal Administrativo de Lisboa deu hoje resposta diferente às providências cautelares entregues na terça-feira pelo Sintap e na quarta-feira pela FESAP "sem que se compreenda o motivo".

Segundo o sindicalista, o tribunal reconheceu ao SINTAP legitimidade para defender os interesses dos seus associados na questão do horário de trabalho mas considerou que a FESAP não tem competência para tal.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.