Epidemia

Três novos casos de Ébola no Uganda


 

Lusa / AO online   Internacional   4 de Dez de 2007, 10:13

Três novos casos presumíveis de infecção por uma nova variante do vírus da febre hemorrágica Ébola, que já fez 18 mortos no oeste do Uganda, foram contabilizados segunda-feira, indicaram os responsáveis ugandeses, que evocam uma propagação alarmante.
“Três pessoas foram admitidas hoje, elevando o total (das admissões de quarentena) para 64”, afirmou Samuel Kazinga, comissária do distrito de Bundibugyo, perto da fronteira com a República Democrática do Congo (RDC).

Pelo menos 18 pessoas sucumbiram nesta região do Uganda nos últimos dias, onde a situação sanitária é agravada pela fuga de médicos que temem ser infectados.

Uma equipa de peritos do laboratório do Centro de Controlo e de Prevenção de doenças de Atlanta (CDC, Estados Unidos), que revelou a epidemia graças às suas análises, deve chegar hoje ao Uganda.

Sexta-feira, a Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou que a variante do vírus é nova, “com características e sintomas diferentes”.

Uma epidemia da febre Ebola, doença muito contagiosa e mortal em 50 a 90 por cento dos casos, matou pelo menos 173 pessoas no norte do Uganda em 2000.

Os sintomas do vírus Ebola são um estado febril e dores musculares, seguidas de vómitos, de diarreias e de hemorragias internas.

Mas, segundo as primeiras informações obtidas no terreno, esta nova variante parece provocar a morte dos doentes por febres fortes, mais do que pela hemorragia.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.