Três interpelações ao Governo marcam agenda parlamentar

Três interpelações ao Governo marcam agenda parlamentar

 

Lusa/AO online   Regional   17 de Set de 2018, 19:58

Três interpelações ao Governo, marcadas para três dias diferentes, vão marcar a agenda parlamentar do plenário de setembro da Assembleia Legislativa dos Açores, o primeiro depois das férias de verão.


Este período legislativo arranca na terça-feira com uma interpelação sobre "Agricultura - impacto da seca e gestão de água", da autoria do PSD, o maior partido da oposição, que pretende questionar o executivo socialista sobre as medidas de prevenção da seca e da gestão dos recursos hídricos na região, sobretudo no setor agrícola.

A segunda interpelação ao Governo, proposta pelo Bloco de Esquerda, marcada para quarta-feira, tem como tema "Mar, Ciência e Tecnologia", assuntos a que os bloquistas regressam, depois de já no decorrer deste ano terem confrontado o executivo de Vasco Cordeiro com alegados atrasos na implementação de medidas nestas áreas.

Por fim, a última das três interpelações ao Governo liderado por Vasco Cordeiro está agendada para quinta-feira, por iniciativa do PPM, que volta à carga com o tema "Educação e reivindicações dos docentes", a propósito da exigência dos professores, para que se proceda à recuperação integral do tempo de serviço congelado.

A agenda de trabalhos desta sessão inclui ainda três projetos de resolução do PSD que exigem, nomeadamente, a realização de ligações marítimas diárias da Atlânticoline no Grupo Central, a construção de um cais de cruzeiros no porto da Praia da Vitória e a realização de um estudo sobre a violência doméstica nos Açores.

O CDS leva também a plenário um projeto que defende o alargamento da participação dos jovens no programa "Bento de Góis", ao passo que o BE recomenda ao Governo que intervenha no sentido de impedir o despejo dos moradores do Bairro de Santa Rita, junto à Base das Lajes, na ilha Terceira.

Destaque ainda, nesta sessão, para uma proposta do Governo no sentido de harmonizar os regimes de vinculação, de carreiras e de remunerações dos trabalhadores que exercem funções na administração pública regional.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.