Treinador do Belenenses alerta para a importância de vencer o Santa Clara

Treinador do Belenenses alerta para a importância de vencer o Santa Clara

 

Lusa/AO Online   Futebol   6 de Abr de 2019, 08:15

O treinador do Belenenses alertou para a “importância” de vencer o Santa Clara, na 28.ª jornada da I Liga de futebol, admitindo esperar por um deslize do Vitória de Guimarães para se aproximar dos minhotos.

Com os açorianos a apenas três pontos do Belenenses, sétimo classificado, e com os minhotos à distância de quatro, no sexto lugar, Silas não quer depender de terceiros para atingir a melhor classificação possível.

“Se não ganharmos, não consolidamos a nossa posição. O importante é ganhar, o Vitória [de Guimarães] ainda não jogou, recebe o [Desportivo de] Chaves, um jogo difícil para eles. Mas o que nos importa é ganhar”, afirmou o técnico ‘azuis’, em conferência de imprensa.

Sobre a partida de sábado, a perspetiva é de um jogo complicado e com golos, tal como aconteceu na primeira volta nos Açores, quando o Belenenses venceu por 3-2.

“Vai ser um jogo difícil, nivelado por cima. Já nos Açores foi um jogo com golos, com duas equipas a quererem ganhar e a fazer golos. Vamos encontrar dificuldades, queremos ganhar, porque não queremos deixar o Vitória fugir, nem o Santa Clara aproximar-se”, sustentou.

Silas comparou ainda a situação das duas equipas, lembrando que ambas “já tiveram momentos bons e menos bons” ao longo da temporada.

“Não mudou muita coisa. Eles perderam alguns jogadores, tanto uma como outra equipa já tiveram fases boas e menos boas e já estão tranquilas na tabela. Nenhuma tem muito a perder”, argumentou.

No sábado, o Belenenses, sétimo classificado, com 38 pontos, recebe o Santa Clara, oitavo, com 35, no Estádio da Jamor, pelas 14h30, num encontro referente à ronda 28 do campeonato.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.