Tratado de Lisboa entra hoje em vigor


 

Lusa/Ao On line   Nacional   1 de Dez de 2009, 06:36

A entrada em vigor do Tratado de Lisboa vai ser hoje assinalada numa cerimónia comemorativa em Lisboa, organização conjunta do Governo português, da Presidência Sueca da União Europeia, da Comissão Europeia e da Câmara Municipal de Lisboa.

Junto à Torre de Belém, a poucos metros do Mosteiro dos Jerónimos, local onde há dois anos foi assinado pelos 27 Líderes da UE o novo Tratado da União, o primeiro-ministro português José Sócrates será o anfitrião de um conjunto de personalidades que se associam à comemoração da entrada em vigor do Tratado de Lisboa.

O Presidente da República Portuguesa, Cavaco Silva, o Presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, o Presidente do Parlamento Europeu, o primeiro-ministro da Suécia, actual Presidência do Conselho da UE, o Presidente do Governo Espanhol, futura Presidência, e os recém-nomeados Presidente do Conselho Europeu e Alta Representante para a Política Externa e de Segurança, serão alguns dos participantes na cerimónia que terá início às 19:30, junto à Torre de Belém.

A nota de boas-vindas à cerimónia estará a cargo do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, seguindo-se a apresentação de um filme sobre o Tratado de Lisboa.

A primeira intervenção será a do chefe de Estado português, Cavaco Silva, falando em seguida o primeiro-ministro da Suécia e presidente do Conselho da União Europeia, Fredrik Reinfeldt.

O presidente do Parlamento Europeu, Jerzy Buzek, o presidente do Governo Espanhol, José Luis Rodriguez Zapatero, o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, serão os oradores seguintes.

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, e o primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates, encerram com os seus discursos a cerimónia para assinalar a entrada em vigor do Tratado de Lisboa.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.