Açoriano Oriental
Covid-19
“Tensão” e “ansiedade” na prisão em caso de contágio pelo coronavírus

Guardas prisionais estão preocupados com a possibilidade do vírus entrar no presídio. Neste caso, dizem, ‘a propagação terá efeitos catastróficos’

article.title

Foto: Eduardo Resendes
Autor: Paulo Faustino

O corpo da guarda prisional está preocupado com a possibilidade do novo coronavírus entrar na prisão de Ponta Delgada e ser transmitido através do pessoal ao serviço da instituição. “Neste momento, o corpo da guarda prisional encontra-se verdadeiramente preocupado, com tensão e ansiedade, face a esta pandemia. Se este vírus entrar no estabelecimento prisional, este será transmitido tanto pelos guardas, técnicos de educação, funcionários, enfermeiros e cozinheiras, que todos os dias entram e saem”, declarou ao Açoriano Oriental o delegado sindical dos guardas prisionais, claramente apreensivo com os riscos de contágio local da doença Covid-19.


Ler mais na edição desta quinta-feira, 26 março 2020, do jornal Açoriano Oriental


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.